sexta-feira

true love will never fade


Na rigidez que me fecha
 não encontro os teus suaves traços.

imagino-os, ondulantes de esperança
nãos os tenho. 

Já não os encontro.
Prendo-me, crispada na apatia em que me envolvo... 
e assim me apresento ao mundo, 
segura de nada. 
Apatia desenhada sem nexo, 
traçada de dor. 
Desamor riscado. 

Na solidão em que me traço, 
teimosamente  me envolvo em nada. 
Rígida, perdida, 
encerrada em
linhas que não desmancho.

Assim me mostro ao mundo, 
riscos que me vestem e não me esquecem.
Não os apago.

Protegida de nada, 
ríspida, me fecho por ti. 

Teresa Maria Queiroz /Maio 2020
desenho - Amadeu Brigas 

16 comentários:

TCA disse...

gostei muito. obrigado. bj

Rei da Lã disse...

Fecha, sim.
Mas não deites a chave fora...

;)

Leonardo B. disse...

[um corpo nunca se fecha; quando muito torna-se uma nave para contornar o mundo]

um imenso abraço, T.

Leonardo B.

Observador disse...

Excelente, Teresa.
Como excelente é o tema "True love will never fade", de Mark Knopfler.

Francisco Vieira disse...

Boa tarde Teresa. Eis o trabalho que mais gostei de ti ate hoje. Não me perguntes porque...

Beijo

Ana disse...

True love will never fade??
Já não há "true loves"! Hoje é tudo liofilizado, tudo fast, tudo cheio de corantes e E 330.
Bj

Ah! belo poema

momo disse...

tu crees que no pasaría?
no te creo...
sobre todo después de leerte.
un beso lindo

continuando assim... disse...

momo : claro que passaria ::))

besos

direitinho disse...

Um trabalho de grande beleza.
Parece que as letras vão desenhando um rosto onde apenas se vêm traços, mostrando
" quanto preciso de ti - hoje"

jefhcardoso disse...

Oi! Venho lhe fazer um convite. Pode parecer meio pretensioso, mas é isso que tenho feito. Todos os dias eu convido algumas pessoas para lerem os meus textos. Eu escrevo é para quem lê mesmo. Bem, na verdade, primeiro eu escrevo pra mim, mas logo depois é para quem for ler. (sorrio). Assim cheguei até você e até todas as pessoas que estão fazendo do meu blog um organismo vivo e cheio de energia.

Abraço do Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com

António Gallobar disse...

Olá amiga

Parabens um belo poema com um belo desenho, gostei muito, parabens

Abraço

b disse...

Tempo é talismã - apaga traços e enfraquece as traves.
Mesmo quando não cremos ser isso possível ou de coerência.

Whispers disse...

There's no substitute for true love!
Big kiss
Rachel

Leca disse...

Vim até aqui...
para te trazer gentilezas...
e beijos gentis...
Leca

Malu disse...

Muito belo, amiga.
Um beijinho e um excelente domingo para si...

Ana disse...

Olá
Só passei para dizer que deixei um prémio para ti no meu blog
Bj