segunda-feira

inconsequente mente


Naquela brisa, esperei inconsequência...
Esperei-te numa brisa
Inconsequente mente te imaginei naquela brisa que passava suave.
Naquela brisa, consequente duma beleza pura, que vive de cor.
Sentada, inconsequente mente te esperava.
Beijava a brisa, tão suave que apelava ao amor, a carícias e doçura consequente de quem ama.
Esperaria ali sentada...o frio da pedra, dizia-me que inconsequente mente te esperaria. Esperei como sempre te espero, esperando mesmo a tua ausência.
A brisa acompanha a espera suave e sem consequências.
 A brisa acaricia a minha pele pintada pelo vento
A brisa vem sempre, a brisa traz-me o que quero.
Sem consequências, inconsequente mente te esperava.
Sem ti, a brisa rosa cobre-me de pétalas de amor.
Rosadas como só o amor sabe ser
Sem ti...resta-me a brisa suave
Consequente e bela, que consigo trouxe aquela tua cor anilada
Entro nessas pétalas que me vão falar de ti...que inconsequente mente me cobrem.
Sem ti, comigo só ficaram as pétalas do amor
 Inconsequente mente te esperei.
Consequentemente te perdi.

Teresa Maria Queiroz / Abril 2010 - foto José Dias Correia

10 comentários:

Capitão Merda disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
continuando assim... disse...

já está retirado o comentário lolol

bj

continuando assim... disse...

já está retirado o comentário lolol

bj

Capitão Merda disse...

Trabalhas para a Brisa?!

Rei da Lã disse...

Com esta caloraça, uma brisa vem mesmo a calhar...

Inês Dunas disse...

Inconsequente a mente q teima em amar num mundo q teima em ignorar o Amor... Seria menos inconsequente a mente se aprendesse a mentir e a iludir aquilo q sente?
Mas a inconsequente mente, não mente...
Sempre um prazer passar os meus olhos e o meu sentir por aqui...
Beijinho em si, Teresa!
Inês Dunas

continuando assim... disse...

Capitão ... não trabalho para a Brisa lol nem que me pagassem :)

continuando assim... disse...

Rei da Lá .... depende da brisa , depende sempre da brisa :)

continuando assim... disse...

Inês .... há mentes que mente , e nem por isso serão mais tranquilas ..eu acho :) beijuu

Ana disse...

Olá,
Sem querer ser do contra, por vezes é impossível as mentes mentirem e iludirem a mente!! Parece que as mentes estão viciadas na saudade e no sofrimento.
Como se iludem estas mentes inconsequentes? Não há brisas, nem pontes. Só o tempo ou outra mente...
Ana