quarta-feira

parecia-me que não afastavas nuvens de avelãs

parecia que não chegavas 
parecia que nem caramelizadas 
estas rochas te acolhiam 
parecia-me que não afastavas nuvens de avelãs
parecia-me que nada era doce 
pareceu-me que não espreitavas 
essa nesga de mar que te dava 
olhos cegos de faroleiro 
não te viam nesse céu de caramelo
parecia-me que não afastavas nuvens de avelãs

apurei o ouvir
ouvi o estrondo da tua doce trovoada
de olhos bem abertos 
em trevas te vi 
assim
provei
sombras apaladadas
feitas de quase nada

barrei rochas com espátulas adocicadas
pintei o céu com creme de manteiga
polvilhei com pós de cacau
cozinhava-te sem saber

colhi flores onde não havia quase nada
dei-te um nesga de mar 
desancorei âncoras enferrujadas
pintei-te o chão de chocolate 

parecia-me que não chegavas 

destapei-te o sol 
ali onde a terra acaba

agora 
bebes sôfrego
água dum mar salgado
rebolas 
sem medo 
neste prado acastanhado 
esmagas grãos de café
mergulhas em mim
num melaço elaborado
sem medo de cores que não sabias 
chegas
saboreias-me 
como rochas de caramelo

parecia-me 
que não sabias afastar essas nuvens de avelãs
num outono perdido no meio de nada
parecia-me...
só me parecia...

chegas estrondoso
coberto de ti
provas e repetes
sem rodeios esse sabor
de
rochas caramelizas
juntas prados de chocolate com nuvens de avelã
cozinhas-me
desfazes-me 
em banho-Maria

parecia-me que nada era doce 
parecia-me ...
parecia-me que não sabias cá chegar 
parecia-me...
pareceu-me que não espreitavas essa nesga de mar que te dava 

destapei-te o sol
dei-te o azul que faltava
chegaste-me destrambelhado
levemente adocicado
em tons quentes de rebuçado

Teresa Maria Queiroz / 8 Dezembro 2010
foto / José Correia 













6 comentários:

LAR DOCE LAR disse...

Gostei dessa mistura de cores e sabores...
Aromas que tornam o poema saboroso...
Beijinhos da Malu

Sonhadora disse...

Minha querida

Simplesmente belo o teu poema.


colhi flores onde não havia quase nada
dei-te um nesga de mar
desancorei âncoras enferrujadas
pintei-te o chão de chocolate

Maravilhoso

beijinhos
Sonhadora

Graça Pereira disse...

Linda a poesia, tal como a paisagem!
Tem sido dificil entrar aqui...
Passei para te desejar um Feliz Natal e um Ano Novo com sonhos realizados.
Beijocas
Graça

Vitor disse...

Simbíose perfeita...entre o poema,e a paizagem!


Bj*

Mar Arável disse...

No ciclo das marés

há sempre uma nesga de mar

Belo o seu texto

Hellag disse...

lindo, lindo, lindo!!! :)