segunda-feira

in my mind

Com tranquilidade
adormeci 
e sonho entender a loucura de olhos fechados
Tento ver o que não vejo, se os abrir.
Já com tranquilidade
julgo não entender essa loucura em que te abarcas
de olhos bem fechados,
parecendo tranquila,
inquieto-me por nada...
por medo do que não entendo...
Olhando-te
vi-te sempre como de olhos fechados
hoje
já com tranquilidade, não comando nada em mim
não entendo nada de ti...
já com tranquilidade
deixo-me sonhar com o que um dia não foi
já com tranquilidade
desfaço as tuas recordações
que não alcanço
tranquilamente
guardo o que ainda sei entender 
sonho de olhos fechados
com o que essa espécie de loucura 
nunca me ensinou a perceber...
já tranquilamente
não me esforço por perceber
o irracional que te veste
o irracional que te embala
o irracional que te guia...
Já tranquilamente
não me deixo guiar por nada e não me quero guiar por ti...
Já não me sei guiar por mim...
de olhos fechados
construo o irracional
só de olhos fechados te consigo pensar...
tranquilamente te deixo viver
sem nunca te perceber 
tanto medo de nada entender
de olhos fechados
vivo-te tranquilamente.
Aceito o racional sem razão para percebe
tranquilamente vivo 
tranquilamente...
te quero deixar não morrer.

Teresa Maria Queiroz/ Abril 2010
desenho  de Amadeu Brigas  ( obrigada Amadeu :) )

9 comentários:

amadeu disse...

obrigado

Observador disse...

Excelente trabalho, Teresa.

Pink Floyd, 4ever!!!

Lilá(s) disse...

Está lindo!
Bjs

Isadora disse...

Lindíssimas palavras e lindíssima imagem.
Gostei muito.
Um grande beijo

Nilson Barcelli disse...

Magnífico poema. Gostei imenso, querida amiga.
Boa semana, beijos.

Juana *.* disse...

muito bom.

salgados disse...

Oi!
Deixei um Big KISS para você, lá no meu blogue, viu!

continuando assim... disse...

salgados... um big kiss?? obrigada

irei ver

depois deste copy&paste ::))
beijo

Lou Alma disse...

Bonito, tranquilo e inquieto.
Beijos Teresa