sábado

desesperando-te, não te ouvindo ...ensurdeci-te...


Como uma pauta, rosada pelo teu tempo. 
Uma pauta onde há musica que já não consigo ler, que já nem consigo ouvir...só sinto essa tua música, nessa pauta que te entoa silenciosamente no meu olhar, não a oiço...
Só a vejo. 
Assim sem alcançar essa musica que não te toca, que só de a olhar já não entendo....
musica, que ao soar  me provoca.
Observo-te assim, atentamente assim, como uma pauta solta e livre, linda...musical  e....sem som.
Já não a oiço,  inacabada por ti, na tua música não te oiço...
Não deixas que eu oiça essa musica ...que só olho sem entender, que se entoa silenciosamente no meu olhar, essa musica que nunca me ensinaste a ler, que não me ensinaste a ouvir...essa, que  nunca tocou inteira para mim.
Essa tua melodia ...inacabada, silenciosa aos meus ouvidos, demasiado forte ao meu olhar, de tão bela a encontrar, nessa pauta rosada...envelhecida pelo seu tempo, sinto-me cegar.
 Melodia no teu tempo pautada em ti, inacabada em mim, só porque nunca a saberei ler, não ouvindo, procuro entender sozinha...
Um dia houve, em que aprendendo sozinha essa tua música ...desesperei. 
E ...só olhei sem ouvir, porque nunca me ensinaste a ler-te, nunca me ensinaste a ouvir-te, e sozinha ...no meu tempo, no teu tempo,  que não o meu...desesperei-me. desesperando-te, não te ouvindo ...ensurdeci-te...

Teresa Maria Queiroz/Janeiro 2009 ---( já lá vai quase um ano )
love of my life...



2 comentários:

Mariparva disse...

e o que eu adoro essa música.
um bom ano Teresa **

Vitor disse...

...E novamente atrasado...mas por ti,e pelo Fredy,a minha manifestação de agrado pelo teu bom gosto!

Bj*