quinta-feira

ali, eu li outra coisa...




"Então porque não vens até cá baixo??"

"olha que eu vou mesmo..."

"vem ....o que é que estás aí a fazer...??"

fim da tarde ... arrumei tudo. Fiz um saco à pressa.... vou mesmo...

mas onde é que vou ficar??
bom...daqui até lá abaixo são 3 horas de viagem ...chego lá antes da meia noite....
vou!

sms:

"estou a ir!"

há quanto tempo eu não ia assim...como quem vai a caminho do resto da vida
o peito cheio de ar...comprimido...ufff
daquele que não saí
daquele que não dá a volta ao respirar...

Lá fui...no meu "verdinho"
acelerava e acelerava cada vez mais ...mas ele não andava mais depressa.
Pressa ...tenho pressa...
tenho pressa de chegar
tenho pressa de lá ir ver como é que é....

anoitecia tarde...no caminho fui olhando quase sem ver a luz...o vermelho...o rosa...o amarelo do Sol a esconder-se

comecei a ver a Lua ...Amarela, a minha Lua Amarela... nessa altura ela ainda não me conhecia bem
eu quase que não reparava nela...eu não reparava em nada!

nem mesmo nos dizeres da direcção do caminho...aí, eu li ... "Caminho certo!"

não tinha medo
tinha cócegas no estômago...muitas cócegas!

e agora como vai ser???
bom...em casa dele já sei que não vou ficar

(parece que a Lia ainda lá está, segundo me disse era para sair este fim de semana de casa , mas não saiu...)

disse-me que ainda vive com a Lia ...embora separado....estão nesta situação à espera de vender a casa...

hummmm.... sem medo vai em frente. Para baixo é que é o caminho

calor, as janelas do "verdinho" abertas... no rádio tocava uma música que eu nem percebia...a partir dessa altura, e durante muito tempo , deixei de ter a música presente na minha vida

e a música fez-me falta...tanta ...

sms:
"onde estás?"

"ainda estou a meio do caminho"
"dá-lhe com força !!! depressa !"

"o acelerador não vai mais para baixo....:) "

não pensava em nada...em nada, que não me fizesse sentir bem
só pensava como ia ser....
só pensava que estava no caminho certo
só pensava que me tinha chegado o amor
só pensava que estava viva!

corri !

"quando acabares a auto-estrada ...vira para o lado direito....eu estou aí à tua espera . Faz-me sinais de luzes quando me vires"

e agora ...e se eu não o vejo...vejo de certeza

final da auto-estrada
sem parar
sem comer
sem beber
sem nada...
hipnotizada pelo que ainda não sabia ser ...
pela certeza que merecia o que pensava vir a viver

sim. Eu merecia ..mesmo!!
estava na altura de pensar em mim.... Essas coisas que todos pensamos, e quase ninguém faz.

final da auto-estrada
agora viro à direita ...e ando devagarinho...
" cheguei..."
"estás a ver-me? ...vou fazer sinais de luzes"

"sim!!! estou ...vou encostar à berma da estrada"
"ok já vou ter contigo"

tremeliques...sorriso que não se desfaz...
ai...estou bem assim???!!!! --pensava quase em pânico

lembro-me da roupa, nem sei porquê ...
lembro-me sempre da roupa que vestia...

umas calças brancas de linho, largas
uma blusa vermelha com bolinhas brancas....sem manga
sandálias brancas
casaco de linho vermelho....só para compor a "coisa"...


Paro o carro...ele atrás de mim..
sai do carro
aproxima-se
um sorriso lindo...uns olhos que nem sei ...uma voz que nunca tinha ouvido a ninguém

"que charme!...." diz
beija-me
o sabor do beijo...ainda o lembro..os beijos são para sempre!

eu coro , não sei o que dizer, nervosa
e quando estou nervosa falo muito depressa , digo muitas coisas, rio...com medo do silêncio...

"chegas-te depressa..."o verdinho", até que anda bem... seguiste as indicações na auto estrada?"

"sim segui ......... (não reparei bem era no que lá dizia)
estou aqui ...então vim pelo caminho certo!"


risos...gargalhadas ..olhares cúmplices ...sorrisos ...mãos juntas
mãos lindas
mãos quentes e mãos frias

"vamos comer alguma coisa ? Ainda não jantei...e depois seguimos para o hotel...há um ali para cima que eu conheço...e deve ter quartos.
Quantos dias vais ficar?"


estranha a pergunta
...na altura, nem reparei nisso...

" eu pensei em ficar 3 noites porque na 2ª é feriado.."
"que bom!...então vamos comer qualquer coisa"


comemos .... coisas de "plástico" àquela hora era o que havia
numa esplanada...o calor era muito
não consigo dizer como eram as pessoas que nos rodeavam...porque na verdade eu não via nada
só ouvia a sua voz
suave, forte... com perguntas simples... cheia de mistério
a contar e a não contar
a perguntar como quem não quer saber
eu ouvia ...ouvia...e ainda hoje me lembro de todo o diálogo..

cada vez mais me convencia que tinha ido na direcção certa

acabamos de comer fomos para o hotel
ficava lá em cima , com um enorme jardim, os carros parqueados em frente ao hotel.

saímos do carro ...
"vamos fazer o check in, anda ,dá cá o cartão que eu faço:"

que bom...alguém fazia alguma coisa por mim...pensei.... embebida na suave protecção que começava a sentir e que me era tão estranha e agradável.

"está bem vamos...toma."
entrámos

ainda tenho o cartão do check in..... com a data ...o nome....
foi só quando olhei para o cartão que fiquei a saber o primeiro nome ...e o apelido...

sempre foi tratado pelo segundo nome que era o que eu conhecia
olhei para o apelido.....

olhei para o nome
de repente......
um leve susto passageiro..."eu não conheço esta pessoa....."
pensei...a afugentei logo logo o pensamento
---


--- conheces sim! é a pessoa que te vai fazer feliz...e "tomar conta" de ti....o resto da vida....---

na manhã seguinte, saiu cedo. Não esperava que saísse...

"olha , vou ter que ir porque estão á minha espera para ajudar a carregar umas caixas com revistas"
..............
"mas assim que estiver despachado telefono-te"....

espreguicei-me na cama
o cheiro a quarto de hotel nauseou-me.....

--- este cheiro a hotel é sempre igual, impessoal, asséptico, recordou-me os hotéis por onde passei quando tinha que ir periodicamente às Ilhas em trabalho. Este cheiro nauseava-me sempre ---

abria a janela que dava para uma varanda ..olhei para a piscina com uma água mais que transparente

---- vou ter que esperar que me telefone
espero que não demore muito

vou sair tomar o pequeno almoço, passear por aqui.... que já há anos que não venho a esta terra -----

debaixo da água do chuveiro...comecei a ter pressa outra vez...despacha-te
---- se calhar, não tarda nada ele está a ligar---

vesti-me depressa...comi depressa...saí depressa do hotel
na esperança de voltar de  noite...já não sozinha
na expectativa...sorri...

no vidro do meu carro um cartão....

um beijinho!

sorri.... Guardei o cartão e parti para o meu passeio sem destino...não sabia onde ir.
Sem ele, já ficava meio perdida...

andei todo o dia por caminhos que não conhecia....não ligava às indicações das tabuletas... não lia o que lá estava escrito....não me interessava...( lia mal, lia tudo errado)

passaram umas horas.
Hora de almoço... o telefone não toca ..
já sei ! Vou telefonar à minha amiga, afinal ela mora cá!
para saber onde anda!

" estou cá em baixo!! onde andas ??? vou ter contigo então e almoça-mos ...conto-te tudo ao almoço ..nem sabes o que me está a acontecer... estou tão feliz que nem acredito!"

gargalhadas cúmplices de amigas confidentes

almocei com ela .... eu esperava o telefone tocar ...nada.
mais uma hora ...nada...

"mas olha lá ..ele já não devia ter ligado?"
"sim...mas se calhar não pode por qualquer motivo..."
"não pode!?....quando se quer arranja-se sempre maneira...não me digas que não tem um minuto para ligar ??"

"já liga... "
continuámos a conversar ...havia anos de "escrita" para pôr em dia

fim da tarde...o telefone não tocava....
estranho!
espero mais um bocadinho...
despedi-me , com a promessa de voltar muito em breve ...
sim porque agora , eu vinha para baixo muitas vezes!

gargalhadas ,desejos de que tudo corra bem....

"vais ver que vai correr tudo bem...tu mereces Alice"
eu também achava que sim....

volto para o hotel, já assustada....
que terá acontecido!?

nem sei onde mora.....
estará bem?!

pego no telefone...ligo

" desculpa não ter ligado...é que nem me posso mexer ...dei um jeito ás costas e estou em casa deitado no sofá ...nem posso chegar ao telefone. Estou só à espera que alguém chegue a casa para ir comigo ao posto de saúde....
( alguém..?! mas que alguém?! )
desculpa mas não posso ir ter contigo"

e a seguir...foram as minha primeiras lágrimas de desilusão...
passei mais dois dias lá em baixo
  à espera....

mas as costas ...e as dores ..não deixaram que ele viesse
mais duas noites ...pela primeira vez me senti sozinha ...e desiludida

se eu tivesse tomado atenção ao nome do caminho....

voltei para cima .... tinha uma reunião, à qual  não podia faltar
voltei com a boca amarga
com o coração desfeito pela expectativa criada
compreendi...achei até que era verdade

só tinha que esperar....
e esperei...
... ainda hoje te espero ...


(estudo para o livro "Continuando assim..." ( 2007) . Editado em Julho de 2009 ) 




25 comentários:

sereia disse...

que triste :(((
que desgosto
que final
que martirio deve ter sido o regresso....


a vida é dura, mas esta descrição foi BRUTAL de tão bem descrita que foi....

parabéns pela expressividade, fico com pena com tamanha amargurA... Atté eu fiquei, só de ler... imagino se tivesse vivido isso..

Francisco Vieira disse...

Grande ensaio, Teresa. Gostei muito.

Bom dia!

Mika disse...

A vontade do ir que não se explica ... E a clareza que oferece o dia do voltar. O durante deixa-se perdido na berma do tempo.
Afinal a vontade segura e impetuosa ganha sempre por KO à racionalidade.
Parabéns pelo ensaio.
Voltarei para a ler de novo.
Abraço

Miguel

Teresa disse...

Os balanços de fim de ano são sempre ou muito tristes ou muito alegres. Este é dos primeiros. Espero que seja só um ensaio e não te retrate a ti.
E espero que tenhas um óptimo ano de 2010.
Bjs
De Teresa para Teresa

A Senhora disse...

Uma precisão fantástica!
Um texto que dá os contornos de duas personalidades e que nos leva, no ritmo, ao sentimento último de abandono e solidão.

Beijos!

Luis Fideles disse...

Olá Tê

Já tinha adorado este capítulo do teu livro. Relê-lo lembra-me o quanto é forte o amor, a vontade de amar, o desejo de ser amado. E o quanto ele relativiza tudo à sua volta. E o quanto é bom sentir que só aquilo nos interessa.
Tal como tu dizias noutro dia, somos loucos por desejar aquela rosa de fogo. Que atrai mas que queima, que é doce mas magoa, que nos deixa a levitar mas doridos. Mas definitivamente não quero viver sem poder sentir o seu calor, não quero viver se não poder ser louco e queimar-me naquela rosa de fogo.

Tê, para uma excelente pessoa, o desejo de um excelente 2010.

Bjs

CF disse...

Lindo texto... Beijinho, bom ano, e tudo e tudo...

Catsone disse...

Muito bonito... e triste :(

Bom ano para ti!

continuando assim... disse...

Sereia : tamém houve alegrias :) beijo bom ano

Francisco :Obrigada :)

Mika: è isso mesmo ...a vontade deir não se explica ...eainda bem senão nuca iriamos :) beijo

Teresa : um ensaio geral..e real :) bj

Senhora: a solidão é baça ...nem sequer é transparente :( bj

meu querido Luís :) , sempre atento!! um beijo grande

Bom ano a todos e obrigada !

continuando assim... disse...

CF :beijo de bom ano...

Catsone : não foi só triste ...isto é só um pequeno episódioda história toda:) bj bom ano

Teté disse...

Talvez por ter levado algumas "pantufadas" na juventude, deixei de ser crédula. Sobretudo nos homens, de um modo geral! Eles mentem demais...

Mas pronto, que em 2010 encontres a felicidade que todos desejamos! :D

Beijocas e um tchim-tchim para ti!

Jorge C. Reis disse...

Feliz Ano Novo !!!

Liliana disse...

O único aspecto positivo é que as desilusões nos tornam mais fortes, mais racionais, menos impulsivas... ou não...

Aproveito para desejar um feliz 2010! Sem esperas, sem tristezas, sem incertezas... Um beijo

.Leonardo B. disse...

Não resisto a partilhar, Amiga e Continuando Assim, uma mensagem “urgente” que a Amiga Rejane me enviou; partilhá-la é o mínimo que posso fazer, possa ou não ser “prematura”, tamanha declaração:

“Depois de uma séria e cautelosa consideração, gostaria de notificar a renovação do nosso CONTRATO DE AMIZADE, para o ano de 2010 e seguintes…

“Nunca desvalorize ninguém…
Coloque cada pessoa perto do seu coração
Porque um dia você pode acordar
E perceber que perdeu um diamante
Enquanto estava muito ocupado a coleccionar pedras”

[Mande este abraço para todos os que você não quer perder em 2010, adverte-me a Amiga Rejane: é meu dever, minha tão grande obrigação…]

Um imenso abraço

Leonardo B.

Um imenso carinho, com tudo o que a vida conte, incondicionalmente

o que me vier à real gana disse...

Ai do mundo sem estas viagens!
Depois do ensaio, estta pronta p'ró
concerto.
Excelente 2010!

BlueVelvet disse...

Passei para te desejar um bom reveillon e para te dizer que:

Não se acostume com o que não o faz feliz,
revolte-se quando julgar necessário.
Alague seu coração de esperanças, mas não deixe que ele se afogue nelas.
Se achar que precisa voltar, volte!
Se perceber que precisa seguir, siga!
Se estiver tudo errado, comece novamente.
Se estiver tudo certo, continue. Se sentir saudades, mate-a.
Se perder um amor, não se perca! Se o achar, segure-o!

*Fernando Pessoa*
Beijinhos e Happy Ten!

Ritinha disse...

FELIZ 2010!!!

beijinho

LopesCa disse...

Bom Ano 2010 com tudo de frutuoso.
Jinhos da LopesCa

A Luz A Sombra disse...

Teresa:
Desejo-lhe um ANO muito BOM e com muito sucesso.
Bj
A Luz A Sombra

Su disse...

gostei de ler.t

pq?


talvez o tenha vivido.............


jocas maradas

Miguel disse...

Nem sempre se apanha gente com dor nas costas... mas a verdade é que nunca se sabe quem está no fim da estrada.

Eu encontrei de uma forma parecida a pessoa que mais Amei até hoje...

Maria, Simplesmente disse...

Vim hoje ler o que não tinha lido!
Teresa realidades escondidas em ficções!
Quantas realidades dessas não esperamos!?
Mas há gente assim... pode crer que há.
Bom Ano
Maria

Viviane disse...

As tabuletas na minha vida têm as mesmas palavras. E longas são essas viagens, entre pedras, para a solidão.

sonja valentina disse...

nada acontece por acaso... e de certeza que esta "viagem" não foi em vão.

feliz ano novo Teresa! que 2010 seja repleto de felicidade, luz e sorrisos!

beijinho.

Lu disse...

Lindo texto. Obrigada pela sua visita ao meu blog. Estarei te acompanhando sempre agora. E adorei o clip da múscia do Phil Colins, demais, adoro ele.
Bjs! L u ;)