segunda-feira

partindo cordas....

eu

sms:


e hoje...aqui ao Sol, pensei com uma clareza que me assustou. Pensei que me preocupas duma forma irracional...
Junto o ponteado.... com uma só linha, igiual aqueles desenhos que todos faziamos quando eramos crianças...sabes? :) e que no fim do risco nos mostrava uma figura qualquer :). E com a tua linha, já unida nas pontas, vejo-te.
E não gosto do que vejo. :( apesar de tudo o que ainda vou sentindo por ti, hoje serei o mais frontal que consigo ser.
lamento a tua incapacidade de amar, que se traduz em tantas atitudes, que bem sabes....
sempre que alguém precisa do teu amor... mesmo sem o pedir , tu não estás! E não falo de mim...
..:) , que de nós, ja me escuso de falar...
falo daqueles que vão ser teus até ao fim da tua vida ...aqueles, que não consegues descartar , assim tão fácilmente da tua cabeça...
E pergunto, já sabendo a resposta. Qual é a capacidade de amar, que tens , quando a tua mãe, precisou mais de ti , do que de ninguém... e sabes do que falo.
Tu foges sempre , e mais uma vez....para longe dos que te precisam , para junto de alguém, onde possas ser quem não és ....ou quem és realmente .
Como é que alguém te pode querer, quando tu , nunca partilhas nada , verdadeiramente...
Fico triste, muito triste , conhecendo essa tua incapacidade de dar ...assim incondicionalmente...só dar.
Fico triste, por saber que tu nunca mudarás nada em ti.
Embora eu acredite que possas mudar, sei que não queres.
E fico a olhar o Sol, impotente...sem conseguir fazer mais nada... por alguém de quem tanto gosto.
Sem conseguir fazer mais nada por ti, mesmo conhecendo-te assim tão bem.
Desculpa a frontalidade ( ou não desculpes, acho que é indiferente), mas foram e são tantas as tuas atitudes, que revelam , não só que não estás bem , mas também uma construcção muito distorcida de personalidade... ou carácter , eu nem queria ir tão longe...
Uma personalidade, fraca , nubelosa... baseada em momentos, que só pensas em contornar, habilidosamente.
Digo-te isto tudo por ti, e para ti . Já não por mim...
talvez te faça pensar , naqueles que abandonas quando mais te precisam .
E a ti...sabes? Nunca ninguém te abandonou , em nenhum momento. Nem nunca ninguém te abandona, mesmo que tu não digas nada, mesmo que nem saibam onde estás, por não quereres que saibam...
Gosto muito de ti, tu sabes :) . E sem cinismo nenhum, se estiveres feliz...eu estarei contente . 

SEM RESPOSTA
SEM RESPOSTA
SEM RESPOSTA
....
.....
.....



9 comentários:

Estrela disse...

Olá!Por favor passe no meu blog e pegue um carinho pra vc. Trata-se de um selinho. Vá em:
http://estrela-apaixonada.blogspot.com/
bj.

mfc disse...

Somos seres cada vez mais ensimesmados!

Goldfish disse...

Há pessoas tão complicadas... que nem com muita psicologia aplicada se percebem.

Girl in the Clouds disse...

Olá, Teresa!!
Ninguém muda!! Só há um caminho, gostar da pessoa tal como ela é!! Kiss

Sonhadoremfulltime disse...

Olá teresa,
havrá "coisa" mais complicada que o ser humano?
Penso muito sobre o tema e tiro sempre a mesma conclusão... somos nós que prejudicamos a nossa vida, a nossa felicidade, e por vezes por caprichos insignificantes.


Um beijo

Luz disse...

Eis-me de novo Teresa,
Confesso que ler o que aqui vais escrevendo..., bem não imaginas..., ou, talvez sim..., ainda que possamos ter experiências diferentes de vida, mas cada um tem a sua, creio que sentimos de forma muito semelhante e até vivemos situações igualmente semelhantes, por isso, sempre que te leio, estou a ler-te com um enorme sorriso, porque parece que estamos as duas a pensar o mesmo e, da mesma maneira :)
O ser humano até pode ser complicado..., eu diria antes que se complica a ele próprio e, quando são complicados e cheios de problemas mal resolvidos, é um trauma, queremos ajudar, estamos ali, mas qual quê! Estão na deles e ali continuam, mas um dia irão perceber..., talvez..., quem sabe..., alguns nunca percebem nada :), pior para eles :(
Mas nós mulheres de bom coração, continuamos a sentir sempre alguma coisa porque não somos capazes de ser egoístas, nem ficar com raiva...
Quando se ama há que aceitar o outro tal como ele é, mas isso tem de valer para ambos, no entanto, há coisas que nos magoam e custam a aceitar quando do outro lado não sentimos o mesmo sentir que nós sentimos...

Beijo :)

Anónimo disse...

Olá Teresa! um beijo de aguém que conhece alguém exactamente assim... Sandra

Olivier Franconetti Benamor disse...

Vale!!!...Paco y Camarón!!!...para ti...

Triana!

Liliana disse...

Não lido bem com o egoísmo.
Um beijo