sexta-feira

PARA TODOS

PARA TODOS....  aqueles que nunca, nunca...me dizem adeus

e para ti... aí onde estiveres...

13 comentários:

miúda gira disse...

Obrigada! Eu gosto tanto de Bon Jovi. Sim, eu sei, são resquícios da minha adolescência...

Minhoca disse...

E a musica é lindaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

Goldfish disse...

Numa de saudosismo: já não se escrevem baladas assim... ;)

Carlos Albuquerque disse...

Não fico indiferente!
Agradeço este nunca digas adeus.
Abraço

continuando assim... disse...

a música é linda sim!!!!! minhoca e miúda gira :)

goldfish, já não se escreve nada assim... e já não se sente assim .( sem saudosismo, mas com muita saudade :)

Carlos... nunca se avisa um último adeus :)

beijo
obrigada

Lebasiana disse...

podias ter escolhido a versão portuguesa! lol

NUNCA DIGAS ADEUS..................... LOL

jinhos... ARREBITA! ÉS LINDA!

Sofá Amarelo disse...

Nunca devemos dizer adeus às coisas e às pessoas boas da VIda!

Muitos beijinhos!!!

Liliana disse...

Este tema fez-me sonhar acordada muitas vezes, nos idos tempos de adolescência. Adorava esta gente, sabia todos os temas de cor... Loucuras que não se voltam a repetir (infelizmente...).
Realmente, nunca devemos dizer adeus. O passado já foi mas faz parte de nós e há tanta coisa de que nunca nos devemos despedir.
Olhe, fez-me andar uns bons anos para trás. Obrigada. Um beijo

Francisco Vieira disse...

Boa noite Teresa! Que achaste do meu post novo? Palpita-me que a proxima "novela" vai ser la no meu tasco amanha :-)
Beijos

continuando assim... disse...

há pois é !!! lool

vais ter os beatos todos a trás ... hehehe
espero que o senhor aires guoveia não seja católico apostólico romano , senão tás tramado

beijooooo

Francisco Vieira disse...

eh eh eh o Aires castanheira , perdao, gouveia de ser Mormom :-)
Ate amanha

Luis Fideles disse...

Como disse o Goldfish, sem querer ser saudosista, bastando ser realista, já não se fazem músicas assim ... o que me deixa cheio de orgulho de ter ouvido esta e outras músicas fantásticas naqueles anos 70/80 em que aprendemos, com carinho, com paixão, com amor, com dor, a nunca dizer adeus a ninguém ...

Luz disse...

Teresa,
Uma música linda, gosto muito, uma balada de se lhe tirar o chapéu e, como dizes, sem saudosismo, mas com muita saudade e, olha também digo "para ele, onde ele estiver...", pois no meu coração ele sabe que está ou, devia saber...

Obrigada pelo momento e, estamos aqui :)
Bjo