segunda-feira

acendi o último cigarro



acendi o último cigarro antes de começar à espera que as horas me tragam o sono .

Li e reli comentários feitos por vocês , alguns são como sustos e coceguinhas na boca do estômago... por isso , obrigada !

Desta aventura blogueira já muito aconteceu, deu direito a livro :) com uma história tão só minha ...

Deu direito a amizades invisíveis mas sentidas .

Será que pode dar direito a paixão?? Ou sou eu que sou uma eterna e idiota romantica ?

Fumo o cigarro que já está quase no fim... só tenho mais um , para amanhã quando acordar .

Ainda fumando, leio alguns posts que hoje comentei, verdadeiras cascatas de sentimentos!
outros nem tanto... mas divertidos .
ainda fumando ... penso no que me queres dizer , e porque mo queres dizer....

ainda fumando ... oiço uma música fácil :) :)




AINDA FUMANDO POR AQUI....

16 comentários:

simplesmenteeu disse...

... talvez, porque continuo a acreditar em "anjos e fadas"...
enquanto o cigarro se torna cinza
enquanto no ar se desenham sinais indecifráveis...
fico a pensar
e acho que todos os sentimentos são possiveis.
eu espero-os da mesma maneira...

beijo carinhoso

Sonhadoremfulltime disse...

Criosamente, também fumava o meu último cigarro, quando aqui voltei.
Mas a noite já cresceu um pouco,,, a madrugada já quase quer dar sinal de si,
Enquanto deixo o fumo invadir-me penso... já não tens idade para estas coisas.
Ah, a sensação que tenho é de que, um dia, o corpo começa a rebentar por todos os lados e é a decadência a partir daí.
Dói aqui, dói ali, não se pode pegar em pesos, não se pode comer molho picante, não se pode beber álcool, não se devia tomar café nem fumar nem comer fritos nem fazer noitadas. Hérnia discal, hérnia no diafragma, hérnia no esófago, hérnia nos neurónios...
Essa é que é a pior, a consciência da PDI.
Daqui adiante, a choradeira, a miséria, a neurose, a pré-andropausa, o self-coitadinho, a sensação de que já só serve para deitar para o lixo, mais choradeira.
Um tipo quando tá assim é uma animação, não é?


Beijo

Larose disse...

...." amizades invisíveis mas sentidas .!!!"

gostei

LBJ disse...

Fuma o teu cigarro mas que só seja o último por boas razões e esta aventura vale bem a pena e as amizades só são invisiveís enquanto não as quisermos tornar visiveís.

Um Beijo e fica bem eu vou acender mais um cigarro que não será o último.

Maria, Simplesmente disse...

Teresa.
Há 8 anos que deixei de fumar e juro que não me fez falta para ter sonhos cor de rosa, e deu-me mais encanto para viver.
32 anos de escrevidão foram mais que suficientes para apreciar 8 anoas de liberdade.
Agora não evito os bons amigos que evitava antes, agora são os amigos sem coragem que se afastam e eu olho para eles e noto a diferença de quem fuma e quem não fuma!
Ninguém me proibiu, fui eu que decidi, naquele momento. Custa muito... mas venci uma batalha que julgava não poder vencer.
Gostava que se habituasse a não fumar o ... último cigarro... só por si.
Não considere isto intromissão na sua vida. Considere... amizade.
Maria

Francisco Vieira disse...

Bom dia e bom feriado. Passo asssim a correr, sem ter tempo para opinar sobre o muito que aqui tens publicado. Mesmo assim registo-me ja, para te retribuir o prazer que me quiseste dar ontem la no "Namorado", com a promessa de voltar aqui e ler-te com tempo.

Bjs

as velas ardem ate ao fim disse...

eu ja fumei...agora fumo quando me apetece..uns dias muito outras nem tanto.

um bjo

O Faroleiro disse...

Acabei de fumar o meu último cigarro há 20 anos. Ainda hoje sinto o hálito e o prazer desse cigarro. Nostalgia? Não. Apenas uma recordação que o seu post fez emergir. Nada mais do que isso. Ou haverá mais? Sim, há mais. Confesso que muito mais...

Luz disse...

Teresa,
Eu não acendia o último cigarro porque não fumo, mas recordei quando fumei o primeiro cigarro, no entanto, a esta hora (ainda que a Teresa não tenha o fuso-horário certo nas definições do blog), a esta hora estava bem acordada e, antes deixava-me acender pela noite, pela madrugada, pela lua...
Um post interessante; será apenas um desabafo num final de dia ou, quiçá dizer que há um destinatário no meio destas palavras!?...
Um destinatário já conhecido ou, conhecido, mas ainda por conhecer ;)

Bjnh

Teté disse...

Por acaso a decisão de ser o último cigarro às vezes é prolongada por mais dois ou três, antes do sono realmente "bater à porta"... a não ser que seja mesmo o último do maço! :)

E sim, há blogs para todos os gostos, o que até é bom: se só todos focassem assuntos sérios, ou só contassem nedotas ou só escrevessem poesia, etc. e tal ia ser um bocado monótono... :D

Beijocas, Teresa!

crida disse...

Adoro ler estes posts mesmo sem fumar, bebo antes um café, com esta chuva de hoje... beijinhos

Deise Vieira disse...

Acendi não o ultimo, mas mais um cigarro enquanto procurava blogs que me chamassem a atenção para distrair enquanto o sono não vinha, foi quando então parei por aqui... Muito interessante o seu blog, me fez companhia hoje à noite. Com certeza voltarei a visitá-lo ;)

Cirrus disse...

Era o último cigarro do dia... É sempre aquele que sabe melhor!!
O primeiro, o da manhã, é que...

White_Fox disse...

A Blogosfera é isso mesmo: um misto de sentimentos. Arriscaria mesmo: uma montanha-russa de emoções.

Mar Arável disse...

O ÚLTIMO?

Nem pense

AnaMar (pseudónimo) disse...

Não fumo.
Mas interrogo-me porque só agora cheguei aqui...