quinta-feira

O PONTÃO - capítulo 2.1

E foi no meu Pontão.
Uma mensagem, olho par o visor do telemóvel...vejo o seu nome : André.
sms: onde é que me vais levar a almoçar?
Não podia ser verdade! Ele vem aí! vem para cima...eu nem conseguia acreditar..
Sorri...
Enervei-me.
Entusiasmei-me, fiquei outra...
Andava triste e saudosa desde a última vez que André tinha estado cá em cima.
Aparecia na minha vila, quase sempre sem aviso prévio. E eu sempre me surpreendia, era mágico, só podia ser.
O meu homem alada, tinha aparecido assim no meio de milhares e milhares de fios cruzados e ondas invisíveis. aterrou assim em cima de mim, deixando-me afogada em luz.
As horas passavam. Eu, agarrada ao trabalho, tentando enganar o tempo .
Falava-lhe diariamente, sempre que ele podia, sempre que o tempo gostasse de mim.
Cada vez que André partia no comboio para o Sul de mim, eu ficava estática na estação, perdendo o meu Norte. Ficava, só ficava... assim muito quietinha para não cair, porque sempre me parecia que se abria um buraco no chão, assim devagarinho...andava, e o meu chão flutuava, desaparecia.
Só descansava quando entrava no carro, lá dentro ficava a ouvir o som dos comboios, o sussurro das pessoas... ouvia-o partir para longe de mim.
Pensava na próxima vez, no que fazer até chegar a próxima vez, nunca sabia se haveria uma outra vez.
Voltava para casa, sozinha comigo, agora para mais um compasso de espera.
Até à próxima ....! aquela que eu nunca sabia quando seria...
Ao entrar no comboio, André regressava ao seu outro mundo, um mundo ao qual eu não pertencia.
As suas chegadas eram sempre inesperadas, as partidas eram sempre com hora marcada.
Nas partidas nunca havia encantamento, nas chegadas, o meu mágico fazia magia...
E hoje ?! ..Agora!!
Já estava a meio do caminho, que surpresa!
Eu levitava... olhava-me no espelho vezes sem conta
Eu mudava de roupa, uma...duas vezes. Sorria-me ...
Eu não sabia o que fazer 
Eu não acreditava que estava tão feliz...
Onde vamos almoçar?
por mim, qualquer sítio servia. Eu nem fome tinha...
Eu já estava cheia como um balão, que quase rebenta de expectativa
de alegria, de paixão...amor... 
Eu sei lá!... levitava ...parecia que nada disto se passava comigo
sms: Mas onde estás André? A que horas chegas... é mesmo verdade que vens a caminho ?!
sms: Alice, vou ter contigo ao Pontão, há por ali uns restaurantes perto.
sms: Sim...manda-me sms quando chegares que eu vou lá ter contigo.
Contava os minutos, fazia cálculos, aproximava-se a hora.
Nervosa, corada, com um sorriso parvo que não se desfazia na cara, nem por nada.
Despacha-te! Corre Alice!...corre...
sms: Cheguei.
continua a correr Alice, não pares...
Está tudo em ordem, trabalho organizado, dinheiro para o almoço.
Recordo-me como ia vestida; uma saia de franjinhas em tons de amarelo torrado,um casaco igual, cheio de franjinhas...e as botas! as maravilhosas botas! André gostava dessa roupa
Chegou a hora!
Entro no carro, o meu "verdinho",sigo para o Pontão.Chego à estrada marginal, e vejo-o. Ao longe...no fundo do Pontão, de costas voltadas a olhar o Rio.
Era ele, não era mentira. O André estava ali.
Tinha vindo ter comigo mais uma vez, tantos quilómetros para vir ter comigo. 
Nunca ninguém me tinha feito nada igual...seria amor?
Só podia ser..
Era com certeza!
Saio do carro, as pernas bambas, firme no meu  passo.
Não vais dar parte de fraca agora Alice, agora não!
O sorriso continuava...os músculos da minha cara já estavam presos ao sorriso, sem eu dar conta de nada .
Está mais magrinho...está tão magrinho...lindo o meu mágico.
Caminhei segura pelo meu Pontão, ele ao fundo, olhava para mim sorrindo, acenava-me.
Uma blusa cinzenta, calças de ganga a escorregar pelas pernas ...óculos escuros, descontraído
Tão bonito. Perfeito. demasiado perfeito
Continuei a andar pelo Pontão, eu para lá. ele para cá.
"olha em frente Alice..." e olhei! de tal forma olhei que nem via onde punha os pés...
Só olhava para André
Ia ser um encontro de filme. No meio do meu Pontão, aconteceria o abraço, os sorrisos, o beijo...
De tal forma o olhava , que nem sentia o chão por baixo dos meus pés.
De repente, o salto das maravilhosas botas prende-se num emaranhado de redes de pescadores que andavam por ali... uma rede verde...nem reparei. Prende-se o salto, caio de joelhos! No meio do meu Pontão!
A mala pelo ar, o joelho esfolado,as meias finas rasgadas e coladas à  ferida... Tudo pelo ar! Tudo espalhado no chão!
André sentado no chão ria à gargalhada; eu ria sem parar...um desastre.
Muito aflito, sem parar de rir, André apanhava as minhas coisas no chão.
_Magoaste-te Alice?...temos que ir lavar essa ferida.
Eu ria, ele ria, o joelho em sangue..
André preocupava-se, eu nem sentia a dor que se misturava com o meu sorriso apalhaçado.
O raio das redes, tinham que se por mesmo debaixo do salto das minhas maravilhosas botas!!
Lá fomos, abraçados, a rir...gargalhadas esvaziantes
Lavamos aquela ferida com água gelada,  e começamos a abrir outras...que de tão fundas,  não sabem sarar...


(continua...)









40 comentários:

Lebasiana disse...

um texto lindo!

pega lá uma beijoca!

Francisco Vieira disse...

Entao era este livro que o tal senhor carneiro ou cabrita (ou la o que ele se chama) dizia que esta mal escrito e cheio de erros?! lol

Continua Teresa.

Olha, ha um desafio na barra lateral do meu tasco. Gostava muito que participasses.

Beijo

Silvana Nunes .'. disse...

Boa noite.
passando para ler o texto.
Beijo grande.

Lou a esquizoffrenica disse...

Tu és mestre em suspense... estou a morrer de curiosidade para saber como acaba...beijos

continuando assim... disse...

lolol Francisco !! obrigada por seguires :) era este o livro sim ...o da polémica :) beijo já lá vou ao tasco

continuando assim... disse...

obrigada a todos vós ... pois isto é só o princípio , tenho a dizer que o livro tem 18 capítulos :9 e outros tantos sub capítulos :) ou seja ainda vai no início!!!
agora que me meti nisto ...vou ter que terminar lol

beijooooos

Margarida de Almeida Tavares disse...

...passei por aqui...detive-me e gostei! Gosto das frases poéticas...e vou passar sempre..e vou deter-me...embrenhar-me na história.


"...os músculos da minha cara já estavam presos ao sorriso...."

Mª Dolores Marques disse...

Gostei do que li e de ter passado por aqui.

Uma história emocionante


Bjs

Dolores

Everson Russo disse...

Belissimo texto,,,envolvente historia, vamos acompanhando dia a dia...beijos de bom dia pra ti.

Graça Pereira disse...

Não sabia que o Continuando...continuava!! Já teria vindo há mais tempo ler o livro e deliciar-me. Só tenho uma palavra: Continua, Teresa e Parabens!
Beijos
Graça

Pelos caminhos da vida. disse...

Um Anjo para Você.

Para iluminar seu caminho,
para colocar ordem na sua vida,
para você ter sempre a certeza,
de que ele está ao seu lado,
em todos os momentos.

Em qualquer situação,
na sua tristeza e na sua alegria.

E mesmo que você se esqueça dele as vezes,
ele estará sempre do seu lado,
lhe ajudando, lhe dando conselhos,
lhe conduzindo na sua estrada,
as vezes triste, as vezes alegre.

Ele sempre vai dar o melhor de si,
para lhe ajudar, e em troca disso,
ele só quer que você saiba dele,
que acredite nele.

Não precisa saber o nome do seu anjo,
basta lembrar dele como uma luz,
a iluminar o seu caminho.

E você pode ter certeza de que ele é assim,
uma imensa luz, que não se apaga nunca,
que não fica fraca,
que jamais perde sua força e seu brilho.

Um lindo anjo para você...
Que você possa contar com ele,
Sempre....sempre...

(texto tirado da net).

Bom dia!

beijooo.

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

gostei da tua poesia em conto

Kimbanda disse...

Quando se ama os sorrisos não são parvos, quando se cai na real continuam a não ser também.
Parvos são os que com sentimentos genuínos brincam!
Está a ficar óptimo e espero por mais expctante.
Kandandos

manuel marques disse...

Gostei e vou seguir atentamente.

Beijos.

Pulha Garcia disse...

Fiquemo-nos com os risos apalhaçados (e deixemos as feridas que não saram para outros universos).

Luana disse...

Gostei, muito interessante!
Prometo que vou seguir com muita atenção...

Bjinhos

Pulha Garcia disse...

Ps- Continua o livro que vais bem.

Fa menor disse...

Gosto.

Bjos

Antígona disse...

Obrigada :):) Irei passando por cá :):)

Célia palma disse...

Olá Teresa gostei muito do texto e do blog .
Beijinhos

PizoLizo disse...

...Estou espectante!
Mas o amor é mesmo isso...saber esperar e tirar partido!
Bj

Purple Petunias disse...

Obrigada pelo convite :)
Seguirei o blogue.


Beijo

A.Tapadinhas disse...

Estou a ver as imagens que relatas com tanta realidade, que as gargalhadas de felicidade parecem ecoar nos meus ouvidos...

Aguardo com expectativa o próximo capítulo...

Beijo,
António

Pipa disse...

gostei

continuando assim... disse...

Margarida ; era mesmo assim ...o sorriso :) , nem sei que melhor forma tenho de o descrever

preso à cara :) bj

continuando assim... disse...

Mª Dolores, espero que acompanhe o resto....ainda falta um bom bocado

bj e obrigada

continuando assim... disse...

Lou.... ainda falta , e o final pode ser supreendente :) espero que acompanhes

bj

continuando assim... disse...

Everson.... obrigada pelas palavras

bj

continuando assim... disse...

Graça :) :) bem vinda ! again!!!

bj

continuando assim... disse...

Ediney...obrigada pela visita , aí de tão longe :)

bj

O Curinga de Buzios disse...

Recebi seu coentario em meu blog e olhei o seu. li a Historia de Alice e estou gostanto, vou acopanhar. Olhe mais um blog no qual colaboro ( www.movimentonovaordem.blogspot.com ), talvez goste...estou seguindo o seu blog.

Victor

DREAMS disse...

Teresa

ja tou curiosa com o final da historia, mas pelos vistos vou ter ke esperar mais algum tempo pelo the end :-)
parabens!!! esta muio bonito,continua..........

beijocas

dade amorim disse...

Original essa narrativa em versos, viu?
Gostei daqui, e volto pra acompanhar.

Beijo!

Pelos caminhos da vida. disse...

M de Mulher:

Seus Malabarismos Mágicos Manipulam Marionetes.
Meninas, Mães, Madres, Marquesas e Ministras.
Madalenas ou Marias.

Marinas ou Madonas.
Elas são Manhãs e Madrugadas.
Mártires e Massacradas.
Mas sempre Maravilhosas, essas Moças Melindrosas.
Mergulham em Mares e Madrepérolas, em Margaridas e Miosótis.
E são Marinheiras e Magníficas.
Mimam Mascotes.
Multiplicam Memórias e Milhares de Momentos.
Marcam suas Mudanças.
Momentâneas ou Milenares, Mudas ou Murmurantes,
Multicoloridas ou Monocromáticas, Megalomaníacas ou Modestas,
Musculosas, Maliciosas, Maquiadoras, Maquinistas,
Manicures, Maiores, Menores, Madrastas,
Madrinhas, Manhosas, Maduras, Molecas,
Melodiosas, Modernas, Magrinhas.
São Músicas, Misturas, Mármore e Minério.
Merecem Mundos e não Migalhas.
Merecem Medalhas.
São Monumentos em Movimento, esses Milhões de Mulheres Maiúsculas.

(texto tirado da net).

FELIZ DIA INTERNACIONAL DA MULHER.

beijooo.

Gil Moura disse...

Olá!

Quero agradecer-te a visita ao meu cantinho, que muito gostei.

Voltarei aqui, para com calma ler o teu texto, como merece.

Deixo-te um beijinho, e o desejo de um excelente fim de semana!

Gil

Beijinhos

Gil

Pena disse...

Admirável Amiga Genial:
Um texto delicioso. Uma atrapalhação sensível e bela.
Possui uma sensibilidade extraordinária e repleta de pureza e beleza imensas.
Tem talento e encanto no que escreve com sensatez numa gigante escritora sensata e linda.
Fabulosa.
Beijinhos amigos de imenso respeito, estima e consideração.
Sempre a lê-la com atenção.

pena

Muito obrigado pela sua amizade sincera.
Adorei.
Bem-Haja, talentosa amiga.

José disse...

Estou começando, e gostei de passar por este pontão, e irei continuando, a passar.

beijo,
José.

AFRICA EM POESIA disse...

Lindo texto
Simples mas com a magia de ir lendo e ter a sensação que estava lá.
o encantamento também era meu... entretanto espero o ....resto...



um beijo e deixo para ti...


amor e Paixão
Poucas palavras mas a magia que elas encerram



AMOR E PAIXÃO


Amor e paixão...
Duas palavras lindas...
Que se completam...
Que dão as mãos...
Que se irmanam...

E as duas juntas unem-se...
E são felizes...
Mas nem sempre...
As duas estão unidas...

E de costas voltadas...
São algo que magoa...
E que nos faz doer!...

LILI LARANJO

Sandra disse...

Então vamos continuar a ler esta linda história.
agradeço a sua visita.

Faço outro convite a vc.
VENHA VER QUEM ESTÁ COMIGO NESTE LINDO CANTINHO
http://sandraandradeendy.blogspot.com/
SE VC. GOSTAR, CONVIDO A FICAR POR LÁ, ME SEGUINDO.
FICAREI MUITO FELIZ COM A SUA COMPANHIA.
CARINHOSAMENTE,
SANDRA

Ninja! disse...

Bom texto! :) Fico à espera de mais.