sábado

Sabes... e um dia todas as rosas serão azuis



Sabes... e um dia todas as rosas serão azuis , contrariando a natureza de tudo, vão deixar o rosa pálido de lado, já não querem ser vermelhas de paixão, nem brancas plácidas, nem amarelas de inveja. Um dia as rosas vão ter todas a mesma cor, e escolho o azul para todas elas, não querendo que sejam um símbolo de nada, só para ficarem mais bonitas na sua tranquilidade azul, como se fossem colhidas no fundo do mar, onde quase ninguém chega, e por isso tornarei as rosas raras. No dia em que forem só azuis, nesse dia em que as rosas possam ser tudo aquilo que desejem ser, com o tom azul que quiserem ... sem mudarem de cor... E perguntando às rosas, todas elas me disseram que queriam ser azuis salpicadas de orvalho fresco! E que assim nunca morreriam por nada, e nunca viveriam só pela sua cor, aquelas outras cores que lhes deram, perguntei às rosas e elas disseram-me que queriam ser azuis, assim...só azuis! Contra toda a natureza, também elas têm uma gritante vontade de mudança e de vestir uma cor que lhes traga uma nova identidade , uma roupa nova, uma cor com a força de as tornar inigualáveis a qualquer outra flor. Perguntei...escolheram o azul orvalhado, não de lágrimas , mas duma frescura arrepiante que as possa fazer viver sem terem de ser salpicadas por floristas enfadadas, para viverem sempre seguras da sua frescura viva, passei por elas hoje, em todas as floristas e hoje prometi-lhes que para mim, passaram sempre a ser azuis, dum azul cobalto que ninguém sabe fazer e que só eu as saberei imaginar. Tornei as rosas únicas em mim, pensando um dia entregar-te esta rosa ...a ti... só a ti... que já nem sei quem serás, a ti que gostas de rosas azuis ...e que as consegues colher com doçura e firmeza, no fundo de um mar qualquer.

Teresa Maria Queiroz/Maio 2009 (foto retirada por aí... perdida na net)

14 comentários:

mfc disse...

Um dia mudaremos tudo!

Pedro Rodrigues disse...

"Um dia todas as rosas serão azuis , contrariando a natureza de tudo, vão deixar o rosa pálido de lado, já não querem ser vermelhas de paixão, nem brancas plácidas, nem amarelas de inveja. Um dia as rosas vão ter todas a mesma cor, e escolho o azul para todas elas, não querendo que sejam um símbolo de nada, só para ficarem mais bonitas na sua tranquilidade azul, como se fossem colhidas no fundo do mar, onde quase ninguém chega, e por isso tornarei as rosas raras."

Corrige-me se estiver errado, mas isto é uma crítica à banalidade em que se transformaram as rosas?... Gostei imenso do teu texto, do teu olho clínico =)

Cumprimentos.

Marta disse...

E sonhar com o fundo do mar.....a essência, a raiz da vida, da nossa vida...
Um texto único....
Obrigada pela visita....
Até já
Beijos e abraços

as velas ardem ate ao fim disse...

O mundo deveria ser azul..como o céu..SEMPRE!

bjo

Sonhadoremfulltime disse...

Um dia as rosas serão azuis.
E que tal de um vermelho desbotado?


Bjo

continuando assim... disse...

sonhadoremfulltime....vermelho desbotado já há! e é só para sonhar:)

continuando assim... disse...

Pedro, é exactamente isso , a banalização das rosas, do amor dos sentires de tudo...

O LOBO de....POTT disse...

Eu agradeço que tenhas pensado em mim.Obrigado.
O que escreveste é sublime.Parabens.
Olha,já que queres rosas azuis, faz-me o favor de mudar a cor do fundo pois azul e vermelho não ligam e ainda por cima dão má leitura....

Boa noite minha flor azul,que raio de ideia

O LOBO

continuando assim... disse...

Obrigada Lobo!

eu gosto do fundo vermelho...
eu gosto do vermelho.

beijo

continuando assim... disse...

a pedidi do Lobo, mudei o azul!!! mas o vermelho não mudo!
:)

tinhas razão aquilo estava que fazia doer os olhos :)

beijo

Luz disse...

Olá Teresa,
Desde já o meu obrigada pelas visitas e pelas palavras. Já deu para perceber que nos sabemos ler, o sentir parece ser mesmo muito semelhante :)

Agora estas rosas azuis que gostei imenso de ler e, imaginar no meu pensamento como se apenas uma aqui tivesse salpicada de orvalho e me conseguisse acalmar o que no meu peito palpita...

Confesso, gosto de rosas, e não das vermelhas, ainda que seja mulher amor-paixão, mas gosto delas encarnadas, escuras, como o sangue e que ao toque no nosso rosto parecem veludo - estas também não se encontram facilmente, nem há todo o ano.
É..., assim como o sentir que sentimos e pensamos ser para sempre, único e raro, de facto é-o sempre que o sentimos, vivemos e do outro lado também o temos como as rosas azuis...
Estas apenas podemos tê-las pintadas ou, na nossa imaginação, por isso, raras, únicas, não são banais e, no dia em que olharmos para todas as rosas e as virmos azuis ou, da cor do nosso sentir não existirão mais iguais. As nossas rosas azuis ou, da cor do nosso sentir irão sempre existir enquanto soubermos sonhar que um dia esse amor que não é banal existe para nós tal como as rosas que já não são mais iguais, nem banais...

Gostei deste olhar diferente sobre as rosas!
Para a próxima quero um sobre orquídeas selvagens, tulipas, também flores eleitas :)

Bjo

continuando assim... disse...

obrigada Luz .. prometido! :)
bj

▒▓█► JOTA ENE disse...

... e porquê, um dia todas as rosas são azuis? (risos)

continuando assim... disse...

jota ...porque não há rosas azuis!! só por isso