sexta-feira

...eu eu escrevi isto...












VIDA QUE ESCORRE POR ALI...
Vou sentar-me ali!
Ali naquele banco vazio , que de confortável nada parece ter ... mas ali irei ficar.
Olhando a vida a correr em mim , feita duma água que se pode beber. Quando tiver de matar a sede, quase não terei de me mexer.
Vou sentar-me ali, naquele banco de pau, que por lá ficou esquecido, junto a uma fonte que jorra gotas de vida.
Espera por mim certamente... aquele banco vazio, espera que lhe afague os braços de ferro frio, e com calor, saciarei a esta minha sede de vida.
Vida que escorre numa fonte de água, ali mesmo mesmo ao seu lado...
Quando lá chegar, vou sentar-me nesse banco, mesmo sem ele me convidar.
Ficarei deitada ao Sol , para que me dê luz , beberei a água que escorre, para que me dê fôlego, e assim poderei ficar , eternamente sem mais nada esperar.
Apenas a contemplar a vida que corre de torneiras de bronze, e baila com os raios de Sol.
Farei de ti a minha casa, sei que me acolhes nesse teu tampo gasto, feito de pau.
Sei que me abraças, nesses frescos braços de ferro. Pareces forte, daqui pareces !
Vou-me sentar aí ! E por aí , certamente irei ficar , ouvindo o cair da água , fechando os olhos para a ver dançar.
Ficarei de guarda à fonte, para nunca a deixar secar !
Teresa Maria Queiroz/ Junho 2009 foto gentilmente cedida por Corrado Baratta

publicado no blog : nem só palavras

13 comentários:

Nilson Barcelli disse...

Há fontes que vale a pena não deixar secar.
Bom fim de semana.
Beijos.

Francisco Vieira disse...

Uma pergunta, a ver se eu te percebo um pouco. Pegas numa foto e compoes um texto em volta dela?
Bem, neste caso, por exemplo...
Ficou muito bem

continuando assim... disse...

Sim Francisco ...é exactamente isso :)
escrevo o que a foto me diz :)

obrigada

beijo

Luz disse...

Uma imagem/foto que deu largas à imaginação, ao sentir que aquela fonte, aquele banco, aquela água que corre como a vida e, que não queremos deixar(nos) secar...

Há no meu blogue www.atomovida.blogspot.com um presente, toma-o :)

Bjnhs

crida disse...

Adorei o poema, vir aqui faz-me sentir em paz. bj

O LOBO de....POTT disse...

Pelos vistos continuas mal...

Um beijo

O LOBO de....POTT disse...

Pelos vistos os meus comentários não s~«ao editaveis...que pena..

Lobo

Ritinha disse...

às vezes é bom sentarmo-nos num banco. é uma forma de podermos fazer um balanço da nossa vida...

beijinho

Carlos Albuquerque disse...

Há quem passe pela vida a "fotografá-la" e há,
também quem caminhe pela escrita a retratar a vida.
Este texto é todo ele uma torrente poética, cristalina e livre, como aquela água a soltar-se das das bicas.
Bom Domingo

continuando assim... disse...

ainda bem crida , alguém que consiga sentir em paz ..um beijo

continuando assim... disse...

LObo eu não continuo mal :) e os teus comentários são semre editáveis !! um beijo

continuando assim... disse...

muito obrigada Carlos :) fico assim mais ou menos sem saber o que dizer :)
beijo

mfc disse...

Um querer martelado... desejado... e conseguido?!
Um texto bonito e muito forte.